Futuro secretário da Saúde do Paraná visita entidades médicas

Confirmado ao final da manhã desta quinta-feira (20) pelo governador eleito Ratinho Júnior como o futuro secretário de Estado da Saúde do Paraná, o médico Carlos Alberto Gebrim Preto, o Beto Preto, fez em seguida visita de cortesia aos dirigentes da Associação Médica do Paraná (AMP) e do Conselho Regional de Medicina (CRM-PR), quando falou da importância de contar com o apoio das entidades para planejar e executar ações em benefício da atenção à saúde da população. Atual prefeito de Apucarana, ele vai renunciar à função para assumir a Pasta da Saúde no início de 2019.

Ao fazer o anúncio, o futuro governador destacou o fato de Beto Preto ser médico e de ter grande experiência na área de gestão, pois atuou no Ministério da Saúde e foi diretor-geral da Ouvidoria Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS), além de presidir o Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Paraná (Cosems), de ter sido vice-presidente do Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (Conasems) e compor o Conselho Nacional de Saúde. Ratinho Júnior disse confiar ao seu secretário as inovações necessárias para o setor de saúde, exaltando que Beto Preto foi reeleito com mais de 86% dos votos válidos e que se apresenta como um dos prefeitos mais bem avaliados do Paraná.

O governador eleito cumpriu compromisso firmado durante a campanha quanto ao perfil do futuro titular da SESA, de ser médico, deter experiência administrativa e contar com bom trânsito político e profissional. Formado em julho de 1994 pela UEL, foi um dos delegados e fundadores da Regional do CRM no Vale do Ivaí (Apucarana). O médico, de 50 anos, é neto de pioneiros da cidade, onde foi secretário municipal de Saúde e iniciou sua carreira política.

Com a ida para o governo estadual, o seu vice, Júnior da Femac, assume a prefeitura de Apucarana após a renúncia, como assinalou Beto Preto na visita que realizou à sede da AMP, pouco antes do encontro no Conselho. O futuro secretário foi recepcionado pelo presidente da entidade, Dr. Nerlan Carvalho. Participaram da reunião, ainda, o tesoureiro, Dr. José Fernando Macedo, também presidente da Ucamp (Universidade Corporativa da AMP); Dr. Luiz Antonio Munhoz da Cunha, do Conselho Fiscal; Dr. Jurandir Marcondes Ribas Filho, delegado junto à AMB; Reinaldo Martinazzo, assessor de marketing, e o assessor jurídico Carlos Alberto Moro.

No CRM-PR, o futuro secretário foi recepcionado pelo presidente, Dr. Roberto Yosida, e os conselheiros Dra. Nazah Cherif Mohamad Youssef (1ª secretária), Dra. Regina Celi Passagnolo Sergio Piazzetta (2ª secretária), Dr. Fábio Luiz Ouriques (tesoureiro), Dr. Maurício Marcondes Ribas (corregedor geral), Dr. José Knopfholz (2º Corregedor), Dr. Donizetti Dimer Giamberardino Filho (1º corregedor e conselheiro representante do Paraná no CFM), Dr. Hélcio Bertolozzi Soares (gestor do Departamento de Inscrição e Qualificação Profissional) e Dra. Laura Moeller (1ª Gestora do DEIQP).

Beto Preto disse ter passado os últimos dias em contato com os atuais gestores para conhecer o real cenário da Pasta da Saúde e admitiu que são muitos os desafios que o aguardam e que espera contar com a contribuição das entidades médicas nessa missão, como na área de educação médica continuada. Aproveitou para falar um pouco dos projetos para a área no futuro governo, tendo realçado o endosso de Ratinho em iniciativas inovadoras e capazes de melhorar os indicadores assistenciais.

Na AMP e no CRM, os dirigentes e o futuro secretário consensaram sobre o difícil momento de dificuldades e que o sistema de saúde apresenta distorções graves e que exigem intervenções urgentes e drásticas. Foi destacado o momento político favorável para o segmento com a perspectiva de fortalecimento da Frente Parlamentar da Medicina e a ascensão do médico e deputado em fim de mandato Luiz Henrique Mandetta para o Ministério da Saúde.

A Secretaria Estadual de Saúde volta a ter um médico no comando depois de oito anos após a saída de Gilberto Berguio Martin. Seus sucessores foram Michele Caputo Neto, farmacêutico, e Antonio Carlos Nardi, formado em Odontologia. Beto Preto tem título de especialista em Medicina de Tráfego. Também se especializou em Medicina Nuclear pelo Instituto Rio Preto e é pós-graduado em Medicina do Trabalho. Foi diretor do Hospital Evangélico de Londrina e vice-presidente do Sindicato dos Médicos. Atuou também como médico plantonista em diversos hospitais, entre eles o da Providência, Santa Helena e Nossa Senhora Aparecida (todos em Apucarana) e na Santa Casa de Arapongas, além de ser secretário de Saúde em Califórnia. Ainda exerce a função de presidente da Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (Amuvi) gestão 2017/2018, além de ser 2˚ vice-presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e vice-presidente nacional de Saúde da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP).
 
Com informações do CRM-PR

Fotos: AMP e CRM-PR

Aproveite e
veja também