Tudo que acontece na AMP
é destaque no nosso canal de novidades

08/01/2020

Paraná tem 5.343 casos de dengue confirmados

O primeiro boletim do ano sobre casos de dengue no Paraná, divulgado nesta terça-feira (7), pela Secretaria de Estado da Saúde, registra 5.343 casos confirmados. São 2.050 a mais que o informe anterior, publicado em 17 de dezembro. O aumento representa um incremento de 62,25%.

160 municípios apresentam casos confirmados e 274 têm notificações da doença, que incluem os casos suspeitos e em investigação. São 23.141 notificações em todo o estado. Este monitoramento começou em agosto de 2019.

“Estamos em alerta total no estado, apoiando as ações de combate realizadas pelos municípios e orientando a população por meio de campanha de prevenção, destacando que Dengue Mata e que é preciso uma mudança de atitude no que diz respeito aos cuidados nos nossos domicílios, eliminando os criadouros do mosquito que transmite a dengue. Vale repetir sempre que cerca de 80% dos criadouros estão nas casas, nos quintais e ambientes internos; por isso é necessária uma verificação semanal. É um dever como cidadão”, afirma o secretário da Saúde, Beto Preto.

Hoje, são 15 municípios em situação de epidemia. Juranda, Peabiru, Diamante do Norte e Guairaçá entraram neste mês para a relação;  Nova Cantu, Quinta do Sol, Inajá, Santa Isabel do Ivaí, Ângulo, Colorado, Doutor Camargo, Floraí, Paranacity, Uniflor e Florestópolis já estavam na relação e seguem em epidemia.  As cidades estão localizadas nas regiões de Campo Mourão, Paranavaí, Maringá e Londrina.

Os municípios com maior número de casos confirmados são Santa Isabel do Ivaí, na região Noroeste, com 746 casos;  Nova Cantu, na região Centro-Oeste, com 540 casos; Inajá, também na região Noroeste, com 504 casos; Paranavaí, no Noroeste, com 429 casos, e Quinta do Sol, no Centro-Oeste, com 368. Nesta soma estão incluídos casos autóctones, importados e em investigação quanto à autoctonia.
 
O boletim destaca ainda outras situações preocupantes, como a de Florestópolis, que faz parte da 17ª Regional de Londrina. O município, com cerca de 11 mil habitantes, tem 169 casos confirmados de dengue e  Londrina, com 564 mil moradores, tem 148 casos.

Beto Preto esteve em Florestópolis recentemente para acompanhar as ações de mobilização e combate à dengue. Na cidade estão acontecendo arrastões para remoção de criadouros, remoção de lixo nas encostas e terrenos baldios, capacitação de profissionais que atuam na Vigilância, orientação à população, busca ativa por pessoas notificadas com dengue, além  de acompanhamento de pacientes com suspeita da doença. “A estratégia é intensificar os mutirões de limpeza e a verificação de possíveis criadouros do mosquito com a participação da comunidade e órgãos públicos”, salientou o secretário, que também esteve nos municípios de Quinta do Sol e Matinhos participando das atividades de combate ao mosquito “Aedes aegypti”.

De agosto de 2019 até o momento, o boletim da Sesa e o Sinan – Sistema Nacional de Agravos de Notificações – confirmam duas mortes por dengue no estado, no município de Nova Cantu. Os dois óbitos ocorreram no final do ano passado, um em novembro e o outro em dezembro.

Comitê

O Comitê Intersetorial de Controle da Dengue no Estado do Paraná, instituído em 18 de dezembro pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, fará a sua primeira reunião nesta quinta-feira, dia 9. O Comitê, coordenado pela secretaria da Saúde, é formado por representantes de órgãos e secretariais do governo e tem o objetivo de implementar ações de mobilização para a intensificação do combate á dengue.


 

 
Fonte: Sesa

Aproveite e
veja também