Sinam: AMP assina acordo operacional com regionais de Francisco Beltrão, Cascavel, Marechal Cândido Rondon e Toledo
O Sistema Nacional de Atendimento Médico (Sinam) expande-se pelo Paraná. No último sábado (4), acordo de parceria operacional foi assinado pelo presidente da Associação Médica do Paraná, Dr. Nerlan Carvalho, e o presidente da Associação Médica do Sudoeste Novo, de Francisco Beltrão, Dr. Gustavo Vicenzi. Foi durante evento com a participação de médicos do município, que receberam todas as informações sobre o sistema, entre elas o funcionamento do Web Center Sinam, que dá suporte ao gerenciamento das consultas realizadas pelos profissionais.  O  detalhamento foi feito pelo professor Reinaldo Martinazzo, assessor de marketing da AMP.

A partir de agora, segundo Vicenzi, o objetivo é consolidar as parcerias com os médicos e também hospitais, clínicas e farmácias. Após esta etapa, a expectativa é de que a implantação ocorra no segundo semestre. No entendimento do dirigente, o Sinam representa um braço financeiro relevante para a entidade. Ele esteve recentemente em Curitiba para conhecer a estrutura do sistema, que avalia como enxuta, o que proporciona economia e beneficia o associado.

Na semana anterior, dias 26 e 27 de abril, o acordo de parceria operacional foi assinado com mais três regionais: Cascavel, Marechal Cândido Rondon e Toledo.

Em Cascavel, o Dr. Nerlan Carvalho e os Drs. Gilberto Pascolat, vice-presidente; João Carlos Baracho, secretário-geral, e José Fernando Macedo, tesoureiro da AMP e presidente da Ucamp (Universidade Corporativa da AMP), foram recebidos pelo presidente, Dr. Jorge Luiz dos Santos. Durante o encontro, além das informações que prestaram sobre o Sinam, conheceram a nova estrutura da Associação Médica de Cascavel (AMC), que foi completamente revitalizada, e foram convidados a participar da programação do cinquentenário da entidade, composta, ao longo dos próximos meses, por eventos científicos, culturais e exposições salientando o talento dos profissionais médicos.

No município de Toledo, o presidente da AMP expôs os dados sobre o Sinam e, como nas demais regionais, ressaltou a importância da expansão do sistema no estado, com a necessidade de planejamento das ações voltadas aos médicos, secretárias e usuários. Foi indicada a possibilidade da realização de reuniões pré-agendadas, com a participação da entidade, para convidar novos médicos a integrarem o Sinam no município. O acordo de parceria foi assinado pelo Dr. Nerlan Carvalho e a presidente da Associação Médica de Toledo (AMT), Dra. Claires Worma.

Em Marechal Cândido Rondon, a diretoria da AMP foi recepcionada pelo presidente, Dr. Hugo Sachser Filho, que salientou a união da classe médica local e o grande interesse no fortalecimento do Sinam na região. Será formado um grupo misto com membros da AMP e AMMCR para a definição de estratégias operacionais.

Na reunião também foram repassadas aos presentes informações sobre os benefícios do AMP Prev e feito convite para que os profissionais conheçam o conteúdo já disponível no portal EduMedica, o braço on line da Universidade Corporativa da Associação Médica do Paraná.

Acesso à população

O presidente da AMP lembra que o Sinam foi criado em 1996, em conjunto com a Associação Médica Brasileira (AMB), como uma alternativa de acesso da população aos especialistas em diversas áreas da medicina, atendendo aqueles usuários que não têm condições de pagar um plano de saúde, devido ao seu alto custo, mas não querem depender do SUS. Não existe mensalidade. É cobrada uma única taxa de administração anual, que garante consultas particulares com valores reduzidos e hora marcada.

O benefício estende-se aos dependentes do titular e não há carência para utilização, limites em relação à idade ou doenças pré-existentes. Para os médicos, que recebem à vista, também representa uma remuneração justa de seu trabalho, sem interferência na relação médico-paciente. Os valores das consultas são definidos pelas regionais, em consenso com seus associados, levando em conta a realidade de cada município e região, mas tendo por base um estudo realizado pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), atualizado ano após ano.

“O usuário do Sinam também tem descontos em farmácias, laboratórios, clínicas de imagem e hospitais, que assinam parcerias com a AMP”, destaca o Dr. Nerlan Carvalho. Ele acrescenta que o sistema está consolidado em diversos municípios, mas chama a atenção para a importância do empenho das diretorias das regionais na sua continuidade e expansão.
 
Aproveite e
veja também