Ucamp investe no ensino a distância
A universidade Corporativa da Associação Médica do Paraná lança, em março, uma nova plataforma digital com o serviço de vídeo para divulgação de teleaulas para a classe médica, profissionais de saúde e para a população em geral. Um estúdio já foi montado na sede da AMP e as aulas já estão sendo gravadas para a estreia da plataforma.
O novo site é resultado de uma parceria da Ucamp com a empresa Quarto Grau Educação Continuada, gerida pelo prof. Dr. Eugênio Mussak, especialista em geração de conteúdos para educação a distância.
 “Será um novo portal, com várias novidades. Usaremos tudo o que a internet tem a nos oferecer para proporcionar atualização diária ao médico, tanto com assuntos científicos como com temas a que não  tivemos acesso durante nossa formação profissional, como gestão e finanças. Além disso, abriremos nossa Universidade Corporativa para o público leigo, com médicos referenciados pela AMP ministrando cursos básicos de primeiros-socorros, atendimento de urgência e emergência, prevenção de doenças, promoção de saúde”, explicou o superintendente da Ucamp, José Fernando Macedo.
“É a iniciativa mais disruptiva de estudo da medicina que já se teve nos últimos anos”, classificou Eugênio Mussak. “Médico não pode parar de estudar, mas, muitas vezes, não tem tempo ou meio de acesso aos congressos e artigos científicos que precisa para se atualizar. Colocaremos à sua disposição conteúdo de qualidade, com critérios pedagógicos, para serem acessados quando e onde desejar”, acrescentou.
O novo portal da Ucamp dividirá seus conteúdos em três segmentos: difusão, conteúdos de livre acesso, destinado ao público geral com orientações básicas sobre a saúde, instruções de ações básicas para o enfrentamento de doenças ou acidentes, promoção da vida saudável e prevenção de doenças, entre outras; atualização, com conteúdos específicos para que os médicos se informem sobre as novidades e os novos conceitos em cada área da medicina, além de assuntos não médicos, como os de gestão e humanidades; e aprofundamento, com materiais mais complexos, cursos de maior duração, séries completas sobre um determinado tema.
A nova Ucamp também permitirá que qualquer médico com conhecimento comprovado em sua área seja um conteudista, dando todo o suporte técnico e normativo para que ele grave suas aulas, disponibilizando-as no portal e sendo remunerado por isso. “Além de democratizar o acesso ao conhecimento, também queremos democratizar o ensino. Não teremos só professores universitários ministrando nossas aulas. Qualquer médico com experiência e conhecimentos comprovados no assunto e que tenha a capacidade de compartilhar sua sabedoria de forma didática poderá ser um conteudista da Ucamp”, explica Mussak. “Temos, na AMP, os maiores especialistas nas mais diversas áreas da medicina e estamos abrindo as portas para que eles compartilhem seu conhecimento com todos os médicos do Brasil”, reforçou Macedo.
Aproveite e
veja também