Tudo que acontece na AMP
é destaque no nosso canal de novidades

16/11/2021

Exame AMP 2021 é realizado com sucesso. Gabaritos estão disponíveis

O Exame AMP 2021 foi realizado com sucesso nesta segunda-feira (15), em Curitiba. As provas do tradicional concurso de residência médica, que está em sua 20ª edição, foram aplicadas na Universidade Positivo e os gabaritos já estão disponíveis no site na Associação Médica do Paraná.

Neste ano, foram 1.911 inscritos, que estão concorrendo a 489 vagas em 31 instituições hospitalares, duas a mais do que em 2020. A organização é da Universidade Corporativa da AMP (Ucamp) e o cuidado em todo o processo, desde a elaboração das provas à segurança sanitária, é prioridade. Foram ocupados três blocos do campus e adotadas todas as medidas necessárias, entre elas a medição de temperatura na entrada dos prédios, álcool em gel nos acessos e nas salas de prova, uso de máscaras por todos os candidatos e fiscais, distanciamento na utilização dos sanitários, salas com 50% da capacidade total e distanciamento de um metro entre as cadeiras.

As provas tiveram início às 14h e os portões foram fechados meia hora antes, às 13h30, conforme previsto em edital. A abertura, entretanto, ocorreu bem mais cedo, às 11h, para evitar aglomerações.  Os horários de saída também foram prolongados e, durante todo o período, ambulâncias com médicos ficaram a postos no local.

A seriedade do certame foi destacada pelos participantes. Para Lorenzo Becker, que busca uma vaga em Oftalmologia, a prova com conteúdo já é estilo da AMP. “Não há muita margem para anulação de questões. O conteúdo difícil faz o diferencial. É uma prova séria”, afirmou ele, que veio do município de Tubarão, em Santa Catarina.

A opinião é compartilhada por Victor Corrêa, de Joinville, outra cidade catarinense. “É um exame forte, tradicional e que engloba muitas instituições. A minha expectativa é de uma prova justa, com teor de dificuldade maior do que outras, uma tendência do Paraná”, pontuou.

Ouvido após ter realizado a prova, o candidato Rafael Palma, de Passo Fundo, Rio Grande do Sul, confirmou essa perspectiva, considerando a prova bastante difícil. Ele concorre para Nefrologia.

Em busca de uma vaga em Cirurgia Geral, Thaynara Maria Maran de Souza considerou as questões objetivas e claras. “A prova foi bem escrita, bem feita. Eu faria de novo”, disse. Ela veio da capital do Mato Grosso do Sul, Campo Grande. De Curitiba, Thaliany Siqueira, contou que já tinha feito o Exame AMP. Candidata para residência em Psiquiatria, avaliou a prova como difícil, com textos longos e sem “pegadinhas”. “Tem que estar bem atento”, disse.

Também de Curitiba, Lucas Faidiga igualmente destacou a dificuldade da prova. Salientou, ainda, a organização do certame. Segundo ele, que disputa para Ginecologia e Obstetrícia, o exame é sempre bem organizado, com muitos fiscais para orientar e tirar dúvidas, além de ser realizado em local de fácil acesso.

Modalidades

Foram duas modalidades de provas: geral e específica, esta apenas para os que concorrem à residência médica em especialidade com pré-requisito. Para a primeira, a duração foi de quatro horas mais 30 minutos para o preenchimento do cartão de respostas e, para a específica, três horas mais 30 minutos.

De acordo com o presidente da Universidade Corporativa da AMP (Ucamp), Dr. José Fernando Macedo, o grande número de inscritos ano a ano confirma a atenção dispensada em toda a organização do certame. Esta seriedade também é demonstrada pela confiança depositada pelas Comissões de Residência Médica (Coremes) de diferentes cidades para a seleção dos residentes. “O exame foi muito tranquilo, sem intercorrências”, pontuou.

O presidente da AMP, Dr. Nerlan Carvalho, também ressaltou o bom resultado do concurso. “Estamos cada vez mais aprimorando e consolidando o Exame AMP como referência no acesso à residência médica”, concluiu.

Recursos e resultado

Os candidatos têm até as 18h desta quarta-feira  (17), para a apresentação de recursos, que deverão ser encaminhados à AMP/Ucamp, por meio de requerimentos devidamente fundamentados. Uma vez julgados, serão emitidos gabaritos e escores oficiais, aos quais não caberão novos recursos.

O resultado sairá até o dia 3 de dezembro, encerrando a primeira fase do Programa de Residência Médica 2020. A segunda fase, composta de análise de currículo e/ou prova prática, ficará a cargo das Coremes.
 
As provas e gabaritos podem ser acessadas neste link: https://www.amp.org.br/site/residencia-medica/gabaritos-e-provas-2021.

Aproveite e
veja também