Tudo que acontece na AMP
é destaque no nosso canal de novidades

22/10/2021

Inauguração de novos espaços marca o Dia do Médico na AMP

A inauguração do novo espaço para feiras, eventos e congressos, além do Espaço Gourmet, ambos integrados à sede, marcou o evento comemorativo ao Dia do Médico, 18 de outubro, na Associação Médica do Paraná. Os associados foram recebidos pelo presidente, Dr. Nerlan Carvalho, e demais integrantes da diretoria. Para a realização da festividade, o número de participantes foi limitado, conforme as medidas exigidas para o controle da pandemia da Covid-19, e tomados todos os cuidados para garantir a segurança sanitária.

Com os espaços concluídos, o centro de eventos da entidade ficou ainda mais completo. A nova área coberta, de 325m²,  soma-se ao restante da estrutura, composta por uma sala de aula com capacidade para 150 pessoas, em formato auditório, e mais três para 90 pessoas cada, que são moduláveis, ou seja, podem ser transformadas em salas de 180 ou até 270 lugares.  

A AMP possui, ainda, dois mini auditórios, para 96 pessoas cada, um deles com hall de 153 metros quadrados; um grande auditório com capacidade para 346 pessoas sentadas, com hall de 153 metros quadrados; uma sala vip para reuniões para até 15 pessoas, um hall de entrada com 60 metros quadrados e outro, com a mesma metragem, para coffee.

O novo Espaço Gourmet comporta a churrasqueira, que teve sua capacidade dobrada, passando de 40 para 80 lugares, e também ganhou um novo banheiro destinado a cadeirantes, além dos dois já existentes, agora reformulados, e um Cyber Café, que servirá de apoio aos eventos.

Desafio

Em seu pronunciamento, o Dr. Nerlan Carvalho falou da origem do mês de outubro e lembrou os 20 meses de pandemia, que desafiou e continua desafiando a todos, fazendo menção e pedindo um minuto de silêncio pelos colegas que perderam a vida vítimas da doença, 99 somente no Paraná até então. Seus nomes foram passados em um telão, uma reverência da AMP por sua atuação, não somente na linha de frente de combate ao vírus, mas à grande contribuição à saúde e à medicina.

O presidente também destacou que as associações são fundamentais na defesa, cuidado, integração, promoção e desenvolvimento dos profissionais, lembrando que a AMP se interessa por eles e fica atenta à dignidade do médico em várias esferas.

Confira, na íntegra, o discurso:

“Minhas senhoras, meus senhores.

Boa noite e sejam bem-vindos. Esta é uma noite de festa.
Estamos aqui reunidos para comemorar o Dia do Médico e também para inaugurar este novo espaço de feiras e o Espaço Gourmet, integrados à sede da AMP.
Então, eu quero fazer uma fala curta, começando de maneira leve e até curiosa.
Estamos no mês de OUTUBRO, nome derivado do latim, que significa OITO.
Mas por que, se é o décimo mês do ano?
Acontece que, até o ano de 713 antes de Cristo, o ano era fracionado em apenas dez meses, seguindo o calendário lunar. Por isso, SETEmbro, OUTubro, NOVEmbro e DEZembro.
Foi no reinado romano de Numa Pompílio que foi feita a reforma e o ano passou a ser lunissolar, dividido em 12 meses, tendo sido acrescentados os meses de janeiro e fevereiro.
Com o tempo, foram sendo criadas datas comemorativas ao longo do ano. E o mês de outubro é pródigo.
Além do dia 18, dedicado ao médico, por ser também o dia de São Lucas - o chamado médico amado -, comemoramos neste mês os dias do dentista, do fisioterapeuta, do idoso, da criança, do professor, da abelha, dos correios, do livro e da poesia, além de ser o mês dedicado à prevenção do câncer de mama.
O dia da poesia fecha o mês, porque o dia 31 é o aniversário de Carlos Drummond de Andrade.
O mesmo Drummond que um dia disse que o médico tem que ter “emoção até no estômago”...
Como podem ver, estamos em boa companhia.
Quem não foi uma boa companhia nos últimos 20 meses foi o vírus desconhecido, que desafiou, e continua desafiando, a todos os humanos.
Vivemos entre 2020 e 2021 algo inédito em nossas vidas, que retirou do nosso convívio amigos e parentes, e causou sofrimento em inúmeros lares.
Enquanto os cientistas buscaram o entendimento e soluções ainda inconclusivos, os profissionais de saúde colocaram-se no front desta guerra. Médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, motoristas de ambulância, recepcionistas, atendentes de laboratório responderam de forma pronta e fizeram seu papel de modo exemplar.
Mas tivemos baixas.
Só entre os médicos paranaenses foram, até o presente momento, 99 vidas preciosas perdidas.
Para eles eu peço um minuto de silêncio, enquanto seus nomes são projetados na tela.
Muito obrigado...
Hoje, já temos uma situação bastante controlada, o que permite, por exemplo, que estejamos aqui reunidos, observando os protocolos de proteção.
Mas ainda temos dúvidas: qual a duração da imunidade vacinal? Os remédios alternativos foram efetivos ou não? Foi o lockdown necessário? O fechamento das lojas e das escolas trouxe mais benefícios do que dor, considerando as perdas econômicas e as doenças emocionais?
Respostas que só virão com o tempo.
O que sabemos é que assistimos, neste período, o melhor e o pior do ser humano.
Ações de compaixão e solidariedade por um lado.
Confrontos políticos totalmente desnecessários por outro.
Termino fazendo um apelo de apoio à AMP.
Ficamos um ano e dez meses com o Centro de Eventos da AMP fechado, fato que causou dificuldades financeiras, que só superamos graças ao apoio do Sinam, pois apenas as mensalidades não suportam as despesas.
As associações são fundamentais. Defendem. Cuidam. Integram. Promovem desenvolvimento. Aumentam o orgulho dos profissionais.
A maioria dos colegas de nosso estado não sabe que a AMP se interessa por eles e cuida da dignidade do médico em várias esferas.
Precisamos de novos sócios. Precisamos dos jovens. É preciso renovar a AMP e peço que vocês nos ajudem a trazer novos associados.
Muito obrigado pela atenção.”
 
 
 
 
 

Aproveite e
veja também